Check-up oftalmológico


oftalmologista

Check-up oftalmológico: Prevenção é o melhor caminho para boa saúde ocular

 

Periodicamente, é necessário fazer uma análise completa da saúde de nossos olhos. Há várias doenças que se desenvolvem silenciosamente e quando diagnosticadas precocemente podem ser revertidas ou tratadas de forma eficaz.

As dificuldades de visão que se manifestam em diferentes fases da vida vão além das distorções refracionais e da catarata. Às vezes, podem instalar-se sem dar sinais, mas exames de rotina têm capacidade de detectá-los e monitorar seu desenvolvimento para que seja o menos impactante possível como, por exemplo, no glaucoma. Glaucoma é a causa do maior número de cegueiras irreversíveis no mundo e raramente dá sinais perceptíveis de sua evolução. O descolamento de retina é outra situação que não emite sinais prévios e quando aparece exige atendimento urgente sob o risco de perda irreversível de visão.

O ideal é definir uma época do ano para realizar os exames de rotina no oftalmologista (check up) e acompanhar com tranquilidade a evolução da saúde ocular .

A primeira avaliação deve ocorrer ainda na maternidade, com o teste do olhinho. Este teste é feito para descartar a existência de qualquer fator de obstrução à passagem da luz, como ocorre na catarata congênita, etc.

Antes de completar um ano, a criança deve visitar o oftalmologista para avaliar se apresenta estrabismo e erros de refração.

Se os exames estiverem normais, um retorno ao oftalmologista a cada ano é suficiente. Caso a criança for usuária de óculos ou apresentar alguma outra irregularidade, o ideal é visitar o oftalmologista a cada seis meses.

Entre os 13 e os 30 anos de idade, a miopia, a hipermetropia e o astigmatismo são frequentes. A manifestação de irregularidades visuais como o ceratocone, irregularidade não-inflamatória que altera o formato da córnea e gera dificuldades para enxergar, também é comum nesta fase da vida, devendo ser acompanhado de perto pelo oftalmologista.

Quando chegam os 40 anos de idade, a visita ao oftalmologista deve-se, principalmente, à dificuldade para perto, chamada de presbiopia, a popular vista cansada.

Aos 60 anos o diagnóstico de catarata é um risco real de cegueira, porém reversível a partir de uma cirurgia que consiste no implante de lentes intraoculares que permitem o retorno de boa visão. De acordo com o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), a cada ano, cerca de 600 mil brasileiros, recebem um diagnóstico de catarata. Além da catarata, o glaucoma e a DMRI (degeneração macular relacionada à idade) são outras causas de cegueira que geralmente aparecem com maior frequência nesta faixa etária.

Portanto, o check-up oftalmológico não é apenas um conjunto de exames, e sim  uma avaliação da saúde ocular global do indivíduo, das peculiaridades de seu trabalho (computador, ar condicionado), seu estilo de vida(esportes, lentes de contato) e seus fatores de risco (diabetes, glaucoma), com objetivo de bem-estar e promoção da saúde ocular.

 

 

Todas as informações fornecidas neste website têm caráter meramente informativo, com o objetivo de complementar, e não substituir, as orientações do seu(sua) médico(a).

Dr. Renato Garcia   CRM-SP 109092

Oftalmologista